3ª Reunião de Troca de Conhecimentos

Ribeirão Tanquinho Vivo:

Mobilização e Educação Ambiental como instrumentos de gestão ambiental.

 

No dia 28 de novembro de 2007, o eixo Mobilização e Educação Ambiental do Projeto Ribeirão Tanquinho Vivo iniciou a 3ª RTC  relatando o andamento das tarefas eleitas como prioridade pela população vizinha ao Ribeirão Tanquinho na 2ª RTC, ocasião em que se discutiu os motivos da presença de lixo e entulho  nas APPs do ribeirão.

 

A primeira tarefa cumprida foi o envio de ofício para o Lions Clube e o Rotary Clube, cujas sedes estão situadas muito próximas ao ribeirão, solicitando que os dois clubes, ao alugar suas respectivas sedes para festas, orientem as empresas contratadas para realizar eventos e festas sobre o adequado acondicionamento do lixo resultante das  festas, usando sacos de lixo apropriados, resistentes, bem fechados e só então este lixo deve ser colocado na lixeira coletiva na APP do Tanquinho. A empresa contratada também deve ser informada sobre os dias de coleta de lixo realizada pela Prefeitura Municipal para que a empresa se responsabilize em destinar adequadamente o lixo nos dias em que não houver coleta de lixo.

 

Lixeira coletiva da rua Prefeito Tonico de Barros na APP do Tanquinho

Lixo de festas mau acondicionado dentro da lixeira coletiva facilitando a poluição da APP

 

A segunda tarefa foi encaminhar convites para participar do Mutirão de Limpeza do Ribeirão Tanquinho para parceiros em potencial como o Tiro de Guerra, Grupo de Escoteiros, Jovens Construindo a Cidadania, Sabesp, Usina São Manuel, Prefeitura Municipal de Botucatu. O Mutirão será realizado no dia 1º de dezembro de 2007 e foi uma atividade proposta pelos moradores vizinhos do Tanquinho durante a 2ª RTC.

 

A terceira tarefa foi oficiar a Secretaria Municipal de Planejamento solicitando laudo técnico das condições estruturais das pontes das ruas Visconde do Rio Branco e Prefeito Tonico de Barros, assim como a possibilidade de redimensionar o tubo sob a rua Prefeito Tonico de Barros para o escoamento eficiente das águas do ribeirão durante os períodos de chuva, evitando as enchentes que ocorrem com freqüência neste quarteirão.

 

Aduela ovalada da rua Prefeito Tonico de Barros, deficiente no escoamento de águas pluviais

 

A quarta tarefa foi enviar carta contendo informações sobre o Código Florestal aos moradores da rua Palmiro Biazon, especificamente aos moradores do quarteirão sem pavimentação asfáltica, trecho compreendido entre as ruas Visconde do Rio Branco e Prefeito Tonico de Barros que está totalmente dentro dos 30 metros considerados de preservação permanente (APP) pelo Código Florestal (Lei Federal 4471 de15 de setembro de 1965).

 

Rua Palmiro Biazon, de terra que se confunde com a APP do Ribeirão Tanquinho

 

Cientes de que a rua é necessária para dar acesso às casas que possuem frente para o Ribeirão e sabendo que os moradores deste trecho estão pleiteando o asfaltamento da rua, convidamos para a 3ª RTC o supervisor de equipe do DEPRN, Departamento Estadual de Recursos Naturais / Botucatu, o Engº. Rafael Pinheiro de Magalhães que proferiu palestra sobre o órgão licenciador o DEPRN.

 

A população teve a oportunidade de tirar dúvidas sobre os procedimentos para adquirir licenças de intervenção em APP e sobre o Código Florestal e sua aplicação.

 

Sobre o asfaltamento da rua, o engenheiro disse que ainda não recebeu pedido da prefeitura para este tipo de intervenção que provocará a impermeabilização da APP. Esclareceu que atualmente o Estado de São Paulo não tem fornecido licença ambiental para construção de marginais e ruas em APPs. Questionado sobre a possibilidade de uso de materiais permeáveis aplicados no calçamento da rua, o engenheiro acredita ser uma boa alternativa.

 

ATIVIDADE EXTRA

Mutirão de coleta de Lixo nas APPs do Ribeirão Tanquinho

Durante a 2ª Reunião de Troca de Conhecimento (RTC) do projeto Ribeirão Tanquinho Vivo, patrocinado pela Petrobras, através do Programa Petrobras Ambiental, a população vizinha do Ribeirão Tanquinho elegeu como prioridade a retirada do lixo e do entulho encontrados em grande quantidade nas margens do Ribeirão e para isso, sugeriram a realização de um mutirão de limpeza que aconteceu no primeiro dia de dezembro de 2007.

 

Aceitaram o convite para participar do mutirão a Sabesp, a Usina São Manoel e a Secretaria do Meio Ambiente de Botucatu que junto aos integrantes da ONG SOS Cuesta se uniram para realizar a tarefa de retirar e transportar para local adequado o lixo e o entulho presentes nas margens do Ribeirão Tanquinho.

    Funcionários da Usina São Manoel colocando os sacos de lixo próximos à pá carregadeira

 

A Usina São Manuel ofereceu o trabalho de 8 funcionários da usina que transportaram muitos carrinhos de mão cheios de entulho e lixo, retirados da calha do ribeirão e levados até os locais escolhidos estrategicamente onde o trator da Sabesp pudesse recolher esse material e despejar no caminhão também cedido pela Sabesp.

Matéria verde sendo transportada em carrinho de mão até o trator da Sabesp

 

O entulho coletado pelos amigos do Ribeirão Tanquinho encheu três vezes a carroceria do caminhão da Sabesp e foi transportado para local de transbordo específico para receber entulho. A Secretaria Municipal do Meio Ambiente,  além de fornecer sacos de lixo, luvas, dar destino adequado ao lixo, encaminhando-o para a triagem do programa municipal de coleta seletiva de lixo, participou efetivamente do mutirão.

 Trator e caminhão da Sabesp utilizados para a remoção de lixo e entulho da APP do Ribeirão

 

 

Equipe da ONG e da Secretaria Municipal do Meio Ambiente

 

Três novos amigos do Tanquinho  participaram do mutirão. Eles souberam da atividade através de cartazes que foram colocados pelos arredores do bairro convidando a população. Nossos agradecimentos ao Pedro, João e Leonardo que se empenharam nesta atividade de limpeza do Tanquinho.

 

Novos amigos da ONG e do Ribeirão Tanquinho

 

Para nossa surpresa, nenhum morador do Tanquinho compareceu ao mutirão de limpeza proposto por eles mesmos durante a segunda RTC.

 

 

Veja mais fotos do Mutirão de Limpeza do Ribeirão Tanquinho

 

 

Leia o 3º Informativo - novembro/dezembro contendo as notícias da Terceira Reunião de Troca de Conhecimentos (3ª RTC)

 


Voltar para Mobilização e Educação Ambiental