7ª Reunião de Troca de Conhecimentos

Ribeirão Tanquinho Vivo

Mobilização e Educação Ambiental como instrumentos de gestão ambiental.

 

 

 Na última RTC, realizada no dia 26 de março de 2008, os arquitetos Eduardo Modenese Filho, Guilherme Michelin, Tomaz Lotufo e o engenheiro Leandro Elias Destro, proprietários da empresa Galpão Arquitetura e Engenharia apresentaram uma idéia urbanística para valorizar e revitalizar os espaços urbanos, percorridos pelo Ribeirão Tanquinho.

 

 

Eduardo Modenese, Leandro Destro e Tomaz Lotufo da Galpão Arquitetura e Engenharia

 

O projeto (Re)valorização urbanístico-ambiental do Ribeirão Tanquinho é uma proposta de mudança da paisagem urbana do Tanquinho que valoriza a relação rio-cidade como importante elemento determinante da identidade cultural e urbana, preservando e mantendo a integridade físico-ambiental do ribeirão. O projeto prevê espaços recreativos que estimulem as crianças, reforçando a aptidão da APP para a realização de Educação Ambiental, além de propiciar espaços de convivência e encontros da população. Um local arborizado é convidativo para uma caminhada. As pessoas se encontram, se cumprimentam, se conhecem. Assim, ampliar a idéia de conexão entre os quarteirões arborizados, valorizando os trechos de cruzamento entre o rio e a cidade, (decks-praças) estendendo-os como elementos marcantes de identidade cultural e urbana.

 

 (Re)valorização urbanística ambiental do Ribeirão Tanquinho. Para mudar o conceito de que todo o rio urbano tem que ser poluído, coberto de mato, cheio de lixo e entulho.

 

Ao apresentar esta proposta de (Re)valorização do ribeirão, o arquiteto Eduardo Modenese enfatizou duas verdades muito interessantes em relação às APPs. Ele observou que ao percorrer as trilhas das APPs, em alguns trechos pode-se perceber a mata e ao redor dela, como uma moldura observa-se a cidade. Em outros trechos, dentro da mata, é como se a cidade desaparecesse e apenas os elementos naturais são notados. Outra verdade revelada pelo arquiteto é que a população não vê o rio porque seu leito corre muito abaixo do nível da rua e este fator é fundamental para a valorização do corpo d'água. Ver a água nos traz o efeito psicológico de tranqüilidade, bem estar, nos convida à contemplação, à recreação e ao descanso.

 

Finalizando sua apresentação, o arquiteto nos remete à reflexão:

 

DESENHO vem da palavra inglesa "desing" que significa DESÍGNIO/DESEJO

DESENHO significa DESEJO

Que DESENHO queremos para nossa cidade, que DESEJO temos para ela?

 

 

Galpão Arquitetura e Engenharia

Pinheiro Machado, 400.

Botucatu, Centro

Fone (14): 3881 1651

 

 

 

ATIVIDADE EXTRA

Flores para todos

Instalação de oito painéis informativos e plantio de flores nas APPs reúne a ONG com os amigos e vizinhos do Ribeirão Tanquinho.

 

No dia 15 de março de 2008, numa deliciosa manhã de sábado de sol, os membros da SOS Cuesta de Botucatu, amigos e vizinhos do Ribeirão Tanquinho se reuniram no quarteirão da nascente para mais um dia de atividades para proteger e valorizar o ambiente ribeirinho.

Mais de 300 mudas de espécies ornamentais de flores brasileiras foram plantadas no quarteirão da nascente (Q1) e no quarteirão entre as ruas Campos Salles e Visconde do Rio Branco (Q3). Os amigos e vizinhos do Tanquinho fizeram vários canteiros de tagetes, grama amendoim, cambará, biri, filodendros, entre outras.

 

A mudança da paisagem já é notada pelos motoristas que trafegam pelas ruas Campos Salles e Visconde do Rio Branco. Também as pessoas que passam pelas calçadas notam a diferença. Param, olham, perguntam sobre o projeto e seguem contentes aprovando a ação. A foto ao lado mostra um avô com sua netinha nos ombros apreciando o novo jardim.

Os vizinhos do Tanquinho estão orgulhosos por  participarem desta transformação, como é o caso da Anna Mazzini, da foto ao lado, que mora ao lado do Tanquinho, próximo à rodoviária. Anna  participa das Reuniões de Troca de Conhecimentos e também dos plantios realizados nos primeiros quarteirões, colaborando com a doação de mudas ornamentais e colocando a mão na massa.  Ela está ansiosa para que este tipo de ação chegue logo ao local onde mora.

 

Varais contendo cartazes foram esticados ao longo das calçadas, nas proximidades dos canteiros com flores, estimulando os cuidados com o embelezamento do local.

 

 

Além do plantio das flores, foram instalados dois painéis de 2,30metros na rua Prudente de Moraes, um painel na rua Campos Salles e um na Visconde do Rio Branco, próximos das calçadas para serem vistos pelas pessoas e carros que utilizam estas importantes vias do bairro.

 

Instalação de Painel rua Prudente de Moraes

 Painel instalado na rua Visconde do Rio Branco

 Letreiro na trilha da nascente

 Q4: Lixo aqui não. Respeite nosso Ribeirão

 

Quatro letreiros de 1,30m foram instalados nas trilhas abertas para facilitar a passagem  da população nas APPs. Dois letreiros foram instalados na  área da nascente (Q1), um letreiro na trilha do Q3 e um no Q4.

Esses painéis foram patrocinados pela Petrobras, através do Programa Petrobras Ambiental e tem como objetivo divulgar o projeto Ribeirão Tanquinho Vivo, informar e educar a população sobre boas práticas no ambiente ribeirinho.

 

Veja mais fotos desta atividade extra, sugerida e realizada pela população ribeirinha e amigos do Ribeirão Tanquinho

 

 

Leia o informativo nº 7 contendo as informações da 7ª RTC

 

 

Voltar para Mobilização e Educação Ambiental