Primeira Manutenção das APPs Reflorestadas

 

A Manutenção do Reflorestamento corresponde ao terceiro eixo do projeto Ribeirão Tanquinho Vivo: Mobilização e Educação Ambiental como instrumentos de gestão ambiental.

 

 

Antes do início das atividades de Manutenção do Reflorestamento, as APPs dos quatro primeiros quarteirões reflorestados pela SOS Cuesta se encontravam com alto grau de infestação por vegetação invasora (Brachiaria sp.), formando maciços de "mato alto", com quantidades consideráveis de lixo e entulho, causando a impressão de total abandono.  Esse quadro favorecia a presença de insetos, roedores e outros tipos de animais indesejados pela população do entorno.

 

 

 

Quarteirão da nascente, Q1: Rua Prudente de Moraes. Sem calçada, ponte sem guarda corpo e mato alto

 

Q1 Prudente de Moraes:  Aspecto de abandono

Q2: Calçada lado direito da rua Pudente de Moraes

 

 

Q3 Rua Campos Salles: Sem calçada e mato alto

 

Q3 Rua Campos Salles e ao fundo rua Visconde do Rio Branco: mato alto

 

Rua Tonico de Barros: Calçada lado esquerdo

 

 

Rua Tonico de Barros: Calçada lado direito

 

 

 

A primeira manutenção do Ribeirão Tanquinho aconteceu nos dias 21, 22, 23 e 24 de agosto de 2007, coincidindo com a visita do representante da Petrobras, o gestor de projetos Américo Machado Martins, da área de Comunicação Institucional da Petrobras e do consultor Jorge Artur de Oliveira.

Esta manutenção priorizou o corte das gramíneas invasoras encontradas em grande quantidade  no local. Isto facilitou o acesso para o interior do reflorestamento e principalmente nas áreas próximas das calçadas, facilitando o trânsito da população e que imediatamente proporcionou uma melhoria no aspecto geral da área dando visibilidade ao projeto.

Em decorrência da primeira manutenção, o gestor, o auditor, os membros da ONG e a mídia local puderam percorrer todo o reflorestamento com facilidade.

 

 

Roçada mecânica

 

Roçada de vegetação invasora. Mato alto

 

Visita ao Tanquinho do gestor Américo Martins e do auditor Jorge Artur Oliveira acompanhados pelos membros da ONG e do mídia local

 

Américo no reflorestamento capinado, em entrevista para a TV Record

 

 

Voltar para Manutenção do Reflorestamento