Programa de Recuperação Hídrico Florestal

"Renasce Lavapés"

 

.... O rio Lavapés, denominado no início da século XIX  Ribeirão do Patrimônio, nasce e corta a nossa cidade indo desembocar no rio Tietê.

Ele é o grande rio fundador da Botucatu urbana uma vez que ao longo de suas águas, agruparam-se os primeiros moradores, o núcleo dos pioneiros. Depois vieram os imigrantes e o rio Lavapés, além de oferecer muitos peixes e água potável, também forneceu a energia hidráulica para mover os moinhos e as máquinas da nossa fase de industrialização.

Hoje no entanto, o generoso rio Lavapés encontra-se desvalorizado, poluído e esquecido por um povo de tão curta memória.   (Isaura Bretan - Historiadora).

A S.O.S Cuesta de Botucatu, a Escola Aitiara e o Hospital Psiquiátrico Cantídio de Moura Campos, executaram o Projeto de Recuperação Hídrico Florestal "Renasce Lavapés" nos dias 26 e 27 de novembro de 2004.

Foram plantadas 5.260 mudas de essências nativas, na nascente mais alta do rio Lavapés, localizada em área pertencente ao Hospital Cantídio.

Segundo a coordenadoria de Recuperação de Áreas Degradas, a atividade tem como meta reflorestar e recuperar a mata ciliar com árvores de várias espécies como o Ipê, Jacarandá, Cedro, Palmito, Ingá, Araçá, Sangra d'água, Cabriúva, entre outras.

A mata ciliar é a vegetação que cresce ao longo dos rios, com a função de proteger as nascentes, rios, lagos, etc. Ela facilita a penetração das águas das chuvas no solo, mantendo o volume dos rios. Uma mata bem conservada ao redor das nascentes, garante uma temperatura mais amena e um aumento da umidade relativa do ar.

Para executar o plantio, os organizadores contaram com a doação de mudas advindas de diversos órgãos, como a Faculdade de Ciências Agronômicas Unesp/Botucatu, o Instituto Florestal, a Fundação Florestal, a Ong Nascentes, e a própria S.O.S Cuesta que mantém um pequeno viveiro de mudas de espécies nativas.

Os pacientes do Hospital também participaram da atividade. A diretora da unidade de saúde, Marli Tieghi de Melo, explica que 180 pacientes do Caps - Centro de Atividade Psicosocial estiveram no plantio. "A atividade é muito importante para pessoas assistidas pelo hospital como atividade terapêutica".

Também marcou presença nos dias de plantio a Sabesp - Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, fornecendo água de rega para as mudas e água potável para as pessoas presentes.

Quatro turmas da Escola Aitiara participaram efetivamente do plantio. Entusiasmados com a atividade, alguns alunos chegaram a plantar mais de 20 mudas cada um, apenas no período da manhã. A professora Karla Neves acredita que é possível trabalhar  várias disciplinas com os alunos, como botânica, história e geografia, neste mesmo evento. "Aqui é a nascente do rio que foi responsável pelo crescimento do município. A aula fora da classe é uma proposta pedagógica da escola, incluindo aí a criação de um consciência ecológica presente no dia a dia das crianças. Elas acabam repetindo ações como essa no cotidiano, ajudando a formação de adultos potencialmente  ecológicos e com preocupações voltadas para a natureza".

Para os alunos da escola, o plantio de árvores nativas nas nascentes  e margens de rios é muito importante para toda a população da cidade. "Dessa forma garantimos a vida do Lavapés e damos exemplo de como agir em outros rios da cidade". Outro aluno, "o importante não é só plantar, eu quero acompanhar o crescimento das árvores. É muito bom poder ajudar na preservação e recuperação da natureza".

A S.O.S Cuesta de Botucatu pretende organizar cada vez mais eventos como esse de recuperação das nascentes e rios do município e apoiar e participar de toda ação de preservação e recuperação das matas ciliares da região.

Os nossos mais sinceros agradecimentos aos parceiros e amigos do rio Lavapés, que participaram e colaboraram para o sucesso do evento.

Fundação Florestal  * FCA – Unesp * Ong Nascentes * Instituto Florestal * Companhia Agrícola * Sabesp * Caio/Induscar * Secretaria Municipal de Saúde * Secretaria Municipal do Meio Ambiente * Instituto de Biodinâmica * Casa Somé * Instituto Elo *  Associação Biodinâmica * Fatec * Diário da Serra * PRF8 * TV Serrana * TV Record * Club FM *Escola Aitiara * Colégio La Salle *  Escola 24 de maio*  Grupo de Escoteiros Padre Anchieta, Instituto Floravida.

 

Nascente do Ribeirão Lavapés

Cartaz do plantio

 

Plantio de mais de 5 mil mudas nativas ao redor da nascente do Ribeirão Lavapés

Participação dos pacientes do Hospital Cantídio de Moura Campos

 

Foz do Ribeirão Lavapés

 

Voltar para Projetos de Recuperação de Área Degradadas

Voltar para Projetos da ONG S.O.S Cuesta de Botucatu