RTC 5:

 

Proteção e Desenvolvimento

 

A 5ª RTC foi dedicada à proteção da fauna silvestre, devido ao grande interesse que os moradores/gestores demonstraram pelo assunto e ao desenvolvimento sócio econômico da microbacia. A equipe do projeto convidou para conduzir a RTC, abordando o tema da conservação das espécies e a manutenção de seus habitats naturais, a médica veterinária Juliana Griese, diretora executiva da ONG Itapoty, que propôs uma dinâmica de grupo que colocou os presentes “na pele dos bichos”, quando estes se defrontam com o desmatamento, queimadas, expansão urbana e caça predatória. Os moradores, que antes ocupavam boa parte do salão da AD, ficaram encurralados num canto, e tomaram consciência de que todos têm direito à vida e que extinção é para sempre. 

As ações propostas pelos moradores/gestores estão voltadas para a conservação dos remanescentes florestais, através da conscientização dos proprietários de terras da microbacia; a criação de corredores ecológicos através de plantios de árvores nativas frutíferas; a criação de dispositivos de passagem da fauna, evitando atropelamentos na Rodovia Domingos Sartori; e a divulgação através de campanhas, da travessia de animais pela Rodovia.

A equipe do projeto se comprometeu a viabilizar de imediato algumas ações como a instalação de outdoor educativo e divulgação da travessia de animais silvestres.

Em seguida, a convite da equipe do projeto, o Secretário Adjunto do Turismo, Fredi Pimentel deu ótimas notícias para os moradores/gestores da Microbacia, previstas para o ano que vem: a Maria Fumaça restaurada fazendo o percurso Botucatu - Rubião Júnior e a implantação de projeto de revitalização do Morro de Santo Antônio. Essas ações irão beneficiar o desenvolvimento do turismo e consequentemente o desenvolvimento sócio econômico de Rubião Jr.

Ainda nesta reunião, contamos com a presença dos alunos e professores do SENAC que contribuíram com propostas para a implantação da Coleta Seletiva na Microbacia.

 

 

O professor Sidir da Silva Jr e seus alunos identificaram que 80% dos catadores de lixo da cidade de Botucatu são informais, ou seja, não são cooperativados. O professor comunicou a realização da Capacitação de Coletores Informais no dia 1º de outubro, nas dependências do SENAC e pediu a ajuda de todos para divulgar o curso entre os catadores de lixo de Rubião Jr. Os moradores se comprometeram a ajudar entrando em contato com a Sub Prefeitura de Rubião Jr para ampliar a divulgação da capacitação. O líder comunitário Edivaldo Brandão se disponibilizou a convidar os coletores informais do bairro Santo Antônio da Cascatinha, visitando suas casas. Também se comprometeu a contatar o subprefeito de Rubião Jr.

No dia 28 de setembro a coordenadora geral do projeto Nelita Corrêa e o líder comunitário do bairro Santo Antônio da Cascatinha, Edivaldo Brandão, reuniram-se com o Sr. Leandro Martins, Sub Prefeito de Rubião Júnior. O Sub prefeito se prontificou a divulgar o curso e providenciar transporte para levar os catadores de Rubião Jr até o SENAC, local de realização do curso. Com esse apoio, 5 catadores de Rubião Jr participaram do curso do SENAC.

 Além dos assuntos abordados, a equipe do projeto organizou uma exposição de fotos das queimadas que acometem as florestas e campos da microbacia anualmente.

 

 

Venha participar da gestão partilhada do Córrego da Cascata.

As RTCs são realizadas na última quinta feira de cada mês, na Associação dos Docentes, AD, na Alameda das Sibipirunas, nº 740, Rubião Jr, das 19:30 às 21:30h.

 

Mande sua sugestão para  soscuesta@soscuesta.org.br